sexta-feira, 30 de junho de 2017

Bolo de um ovo só - Fotoreportagem

 Batido que seja um ovo muito bem, juntam-se 250 gramas de açúcar

  uma chávena de leite

 uma colher das de chá de soda [eu não pus... troquei por uma de fermento]
e outras de sopa de boa manteiga derretida

 bate-se até enfolar, e juntam-se 250 gramas de farinha de trigo

  tornando a bater por um quarto de hora.
Vai ao forno em lata untada de manteiga [e pão ralado].


Et voilá... um belíssimo bolo de um ovo só para um chá, que permite as mais variadas adaptações: pode ser coberto ou recheado com compotas, chocolate, geleia, chantilly, etc etc.
Muito simples de fazer e fica muito bonito. É um bolo fofo, embora massudo. Vale imenso a pena experimentar.
Eu não coloquei a colher de soda que dita a receita, substituindo-a por uma de fermento em pó... e sim, bati um quarto de hora a massa.
Espero que gostem... espero as vossas reacções.

Veja a receita original AQUI.

Bolo de um ovo só

Thesouro de Cosinha - Colecção de Manuaes Modernos
por Jorge Cavalheiro, Imprensa Nacional, Porto, 1928, pág. 47
 
Bolo de Um Ovo Só
 
Batido que seja um ovo muito bem, juntam-se 250 gramas de açúcar, uma chávena de leite, uma colher das de chá de soda e outras de sopa de boa manteiga derretida, bate-se até enfolar, e juntam-se 250 gramas de farinha de trigo tornando a bater por um quarto de hora. Vai ao forno em lata untada de manteiga.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Bispos (em dia de São Pedro, o primeiro Bispo de Roma)

Thesouro de Cosinha - Colecção de Manuaes Modernos
por Jorge Cavalheiro, Imprensa Nacional, Porto, 1928, págs. 45 e 46
Bispos

250 gramas de açúcar em ponto de pasta, 7 gemas e 1 clara. Batem-se com uma colher de farinha e um pouco de canela, juntando-se-lhe o açúcar quase frio. Bate-se tudo muito bem e deita-se em latinhas untadas de manteiga, que vão ao forno.

sábado, 24 de junho de 2017

"Menu em prosa rimada da "paparoca" a que os Bombeiros Voluntários do Porto chamarão um figo na noute de 31 DE DEZEMBRO DE 1883"

O Bombeiro Portuguez: folha quinzenal - Ano 7, N.º 18, 1 de Janeiro de 1884, pp. 141-142

Não resisto am partilhar convosco este menu de fim de ano, oferecido aos Bombeiros Voluntários do Porto, no réveillon de 1883 para 1884.
Incrível como conseguiram, em pequenas quadras e com imensa graça, apresentar as diversas iguarias que terão abrilhantado a mesa daquela noite. Deve ter sido uma festança e pêras...

sábado, 17 de junho de 2017

Charlota (Charlotte) de Morangos

  

Charlota (Charlotte) de
Morangos

1 k. e 200 de morangos
300 gr. de açúcar
2,5 dl. de água
Baunilha
600 gr. de palitos "de la reine"
Kirsch

Lave os morangos e escalfe-os num xarope fraco feito com o açúcar e água. Guarde os melhores para a decoração. Perfume o xarope com um pouco de Kirsch.
Forre inteiramente uma forma de charlota com uma gaze emudecida. Cubra os fundos com os palitos "de la reine" cortados, salpique-os com Kirsch e por cima deite uma camada de morangos escalfados. Por cima ponha uma nova camada de palitos e assim sucessivamente até acabarem os morangos. A ultima camada deve ser de palitos. Leve o bolo a gelar e desenforme no momento de servir. Regue o bolo com o restante xarope de escalfar os morangos e enfeite com morangos inteiros.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Pudim de Pão (televisão)


Pudim de Pão
(Televisão)

1 colher de manteiga derretida, miolo de 5 pães, 4 gemas, meio litro de leite, 250 de açúcar, raspa de limão. Amolece-se o miolo no leite, junta-se as gemas, o açúcar e a raspa. Passa-se no passe-vite e deita-se dentro da forma barrada de açúcar queimado e leva-se a cozer em banho-maria.

Padaria do Sr. António Joaquim Ferreira - Belém do Pará.

Gazeta Official. Belém, 10 de Fevereiro de 1860, p.4.

Do mural de facebook do Prof. Aldrin Moura de Figueiredo, da Universidade Federal do Pará (Belém do Pará - Brasil), veio esta maravilha. Trata-se de um anúncio-"cardápio" da Padaria e Confeitaria do Sr. António Joaquim Ferreira, "grande artista dos doces e dos pães, com receituários luso-paraenses. Ficava na Rua Nova de Sant'Anna, n.18 (hoje Manuel Barata, Belém)."O anúncio, ao que parece, data de 1860. Merece leitura atenta.
Obrigado, Prof. Aldrin.