quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Fritura de Couve-flor

Revista Eva, 27 de Junho de 1925
Fritura de Couve-flor

Escolhe-se uma boa couve-flor, limpa-se das folhas verdes, lava-se cuidadosamente, e coze-se em água e sal. Escorre-se em seguida, separa-se em pequenos ramos e polvilham-se estas com sal fino e pimenta e regam-se com uns pingos de manteiga derretida e sumo de limão.
Desfaz-se numa tigela três colheres de farinha de trigo em dois decilitros de água fria, junta-se-lhe um ovo inteiro batido, e tempera-se de sal e pimenta.
Mergulham-se neste polme, que deve ficar forte, um a um, os pequenos ramos da couve-flor, preparados como indicamos, vão-se tirando juntamente com um pouco de polme, bem envolvidos nele, e deitam-se em azeite ou banha bem quente, voltando-os dum e outro lado para dourarem por igual.
Depois de fritos dispõe-se numa travessa coberta com um guardanapo, dobra-se as pontas deste sobre as frituras e servem-se bem quentes acompanhadas com a molheira contendo molho de tomate.