sexta-feira, 13 de março de 2015

Pudim Arco-Íris

O Livro de Pantagruel, de Berta Rosa-Limpo, receita nº 1053, pág. 621

Pudim Arco-Íris

Ovos completos - seis
Açúcar refinado - 200 grs.
Farinha de trigo - 20 grs.
Manteiga fresca - 40 grs.
Nata - quatro decilitros
Baunilha em pó - uma pitada
Raspa de casca de laranja - uma pitada
Frutas cristalizadas de várias cores - q.b.
Leite - q.b.

Batem-se as gemas e as claras com o açúcar o mais que se puder; juntam-se-lhes a farinha desfeita num poucochinho de leite frio (o suficiente para a desfazer), a manteiga amolecida ao calor da tampa de um tacho que tenha água a ferver, a nata, e os aromas. Bate-se tudo muito bem, e deita-se para uma forma que esteja preparada. Coze-se no forno em banho-maria. Depois de cozido volta-se para o prato onde se servir, e cobre-se o pudim com uma porção de frutas cristalizadas picadas. Devem escolher-se frutas de variadas cores para justificar o nome que se dá ao pudim.

N. B. - Se os ovos forem muito grandes é conveniente cozer o pudim numa forma um pouco maior.
(Forma com doze centrimetros de diâmetro e oito de altura).