sábado, 28 de dezembro de 2013

Galinha Mulata

Laura Santos, A Mulher na Sala e na Cozinha, Editorial Lavores, 
11. Edição, s.d., pág. 125
Galinha Mulata

Quando se mata uma galinha, apara-se o sangue para uma tijela na qual se põem algumas gotas de vinagre. Guisa-se a galinha, quando estiver quase pronta junta-se-lhe o sangue que se deixa ferver.
Num prato coberto têm-se fatias de pão muito torradinhas, deita-se-lhes para dentro a galinha, ensopando bem o pão no molho de cabidela.