terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Sonhos da Tia Maria Balbina

Cozinha Regional Portuguesa. Maria Odette Cortes Valente, Coimbra: Livraria Almedina, 1973 - pág. 538

SONHOS DA TIA MARIA BALBINA

200 gr. de farinha
2,5 dl. de água
50 gr. de manteiga
8 ovos
1 colher (de chá) de fermento em pó

Põe-se a água ao lume; logo que ferva deita-se a farinha e mexe-se fortemente, deixando cozer até despegar do fundo do tacho. Retira-se do lume, mistura-se a manteiga e sova-se na pedra da mesa até ficar morna. Coloca-se então numa tigela e adicionam-se os ovos inteiros, um a um, até desfazer. Deita-se o fermento em pó e bate-se bem. Formam-se os sonhos com duas colheres, para ficarem redondos e fritam-se em óleo pouco quente, para crescerem. Servem-se polvilhados com açúcar e canela. (Podem rechear-se com comporta de pêssego). (Ou podem regar-se com calda de açúcar, digo eu).


Eu já os fiz... aliás, foram a minha estreia na confecção de sonhos e correu lindamente. Pensei que seria muito mais difícil. Ficaram lindos, super saborosos, com um aspecto como aquele que vos mostro na fotografia. Sem dúvida, uma receita para repetir e repetir e repetir todos os Natais (e fora dele).
Experimente... até ao Dia de Reis ainda tem um álibi. 

Obrigado António M. Colaço pelo envio da receita.