terça-feira, 28 de novembro de 2017

O Cozinheiro João da Mata, por Pinto de Carvalho (Tinop)





CARVALHO, Pinto de, 1858-1936
Lisboa de outrora / Joäo Pinto de Carvalho ; ed. lit., coord. e not. Gustavo de Matos Sequeira,
Luís de Macedo. - Lisboa : Grupo de Amigos de Lisboa, 1939. - v. ; 21 cm

Aproveitando ainda a escrita de Pinto de Carvalho (Tinop) e o enorme contributo que foi dando para o conhecimento de grandes personalidades de finais de XIX, inícios de XX, venho partilhar convosco o bonito texto sobre essa figura maior da culinária portuguesa: João da Mata. Uma justa homenagem de Tinop e uma justa homenagem minha a ambos.
Espero que gostem.

Podem consultar todo este livro de Pinto de Carvalho no site da Biblioteca Nacional de Portugal ou clicando AQUI.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Beijinhos de Amêndoa e Bolo de Amêndoa (Lourdes) - Fotoreportagem

Beijinhos de Amêndoa

Mistura-se o polme de 125 gr. de batata cozida e passada
com 70 gr. de miolo de amêndoa

e 250 gr. de açúcar
e leva-se a lume brando, mexendo sempre
com uma colher de pau para não pegar.
Adiciona-se as 3 gemas e uma clara
e leva-se novamente ao lume.
Quando a massas estiver enxuta, deixa-se arrefecer.
tendem-se os queijinhos que se rolam em açúcar
e colocam-se em forminhas de papel.
 Et Voilà

Bolo de Amêndoa
(Lourdes)


Batem-se 250 gr. de açúcar
com 6 gemas.
Adiciona-se 200 gr. de amêndoa com pele
1 colher (de sopa) de farinha e 1 colher (de chá) de fermento.
Por fim leva as claras em castelo.
Vai ao forno cerca 180º/200º em forma que se desejar.
E cá está ele. Recheei e cobri com doce de figo e fios de ovos em redor.
Ficou lindo.
E aqui ficam duas sugestões para quem esteja carregado de amêndoas em casa. Super simples de se fazerem e sucesso garantido. Excelente sabor. 
Espero que gostem e já sabe, se experimentar alguma das receitas conte-me a sua experiência. Adoraria saber e, se possível, ver em fotografias. 

A receita dos Beijinhos de Amêndoa pode ser vista AQUI e a receita do Bolo de Amêndoa pode ser vista AQUI.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Cafés de Lisboa, por Pinto de Carvalho (Tinop) – revista Serões, n. 52 e 53, de 1909













Pinto de Carvalho, mais conhecido como Tinop, deixou-nos algumas boas obras e artigos sobre o que seriam as vivências de sociabilidade em Lisboa. Escreveu a primeira grande obra sobre a História do Fado - pode consultá-la em http://purl.pt/27669 - ou a Lisboa de Outrora - pode consultá-la em http://purl.pt/717 - só para citar dois belíssimos exemplos da sua bibliografia.
Para a espectacular revista Serões - que pode consultá-la em http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/Periodicos/Seroes/Seroes.htm - deixou este espectacular retrato sobre Os Cafés de Lisboa.
Recomendo a leitura atenta. Deixe-se guiar por esta visita escrita aos recantos mais especiais da Lisboa de inícios do séc. XX.

sábado, 18 de novembro de 2017

Pudim de Leite - Fotoreportagem

3 colheres (de sopa) rasas de farinha
dissolvidas em meio litro de leite.
juntam-se 2 chávenas de chá de açúcar
5 ovos inteiros
e raspa de limão. Mexe-se bem.
Vai a cozer em banho maria em forma barrada de açúcar queimado.
[Eu usei a panela de pressão]
Fica um pudim grande e macio. Este desfez-se um pouco
porque não tive tempo de deixá-lo arrefecer.
Eis um boa receita de Pudim de Leite. Não dá grande trabalho, os ingredientes não são excessivos e o sabor, devido ao limão, torna-se bastante fresco. É uma boa escolha.
Há quanto tempo não faz um pudim? Experimente este e diga-me a sua opinião.

Veja a receita AQUI.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Biscoitos de Lamego

Portugal Feminino, nº 47, Dezembro de 1933.
Biscoitos de Lamego

Manteiga - 250 grs.
Gemas de ovo - 10
Claras - 4
Farinha de Trigo . 100 grs.
Açúcar - 500 grs.

Batem-se as gemas e as claras com o açúcar, juntando depois a manteiga e a farinha; amassa-se tudo bem, para unir, batendo depois a massa sobre uma tábua. Tendem-se depois os biscoitos, formando grades que se armam nos próprios tabuleiros untados com manteiga.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Do Comércio do "Reino do Algarve" com Inglaterra e Holanda.

Gazeta de Lisboa, 16 de Janeiro de 1721

Muito interessante esta pequena notícia retirada da Gazeta de Lisboa, de 16 de Janeiro de 1721, que nos dá conta do comércio estabelecido  entre o "reino dos Algarves", e as naus de Inglaterra e da Holanda. De facto, os produtos exportados são reconhecíveis como sendo, ainda hoje, oriundos daquela região: figos, passas, sumagre, limão, amêndoas - com e sem casca - laranjas e alecrim. 
Uma dieta tipicamente mediterrânica. Muito interessante.

Pastelão Delicioso (ou de como aproveitar sobras de carne) - Fotoreportagem

Pese 3 ovos
igual quantidade de farinha
e metade de manteiga.
[Nota: a avó tem duas versões desta receita. Numa, a mais recente, a Avó
refere 'metade de manteiga' e, na versão mais antiga, 'igual peso de manteiga'.
Eu mantive a proporção da versão mais recente: 'metade do peso'.]

Mistura-se a farinha com um pouco de sal e 1 colher (de chá) de fermento.
Junte-se a manteiga
e os ovos.
Unta-se a forma
e cobre-se com metade da massa, recheia-se com frango ou carne
e cobre-se com a restante massa, pincela-se com ovo e leva-se a forno esperto.NOTA: Forno esperto corresponde, sensivelmente, entre 160º e 190º graus.

E já está. Um Pastelão Delicioso... delicioso. Uma óptima forma de aproveitar sobras de carne. Fica excelente quente ou frio, sendo por isso ideal também para pic-nic.
Como refiro em cima, a Avó Helena tem duas versões desta receita. A versão que me parece mais antiga, refere que o peso da manteiga deve ser o mesmo que o peso dos 3 ovos, à semelhança com o que acontece com a farinha. Na versão que me parece mais recente - e que tem um 'X', sinal de aprovado - a Avó diminui o peso da manteiga para metade do peso dos 3 ovos. Foi esta última versão que fiz e ficou muito muito bem... 

Veja aqui as duas versões: a Versão 'antiga' e a Versão 'recente'.

Experimente e faça a sua avaliação...