domingo, 8 de outubro de 2017

Covilhetes de Amêndoa

Revista Eva, 13 de Junho de 1925

Covilhetes d'Amêndoa

Tomam-se 750 gramas em ponto de secar, deite-se-lhe uma quarta de amêndoa bem pisada, e assim que levantar fervura, tira-se o tacho do lume a esfriar, e neste meio tempo batem-se bem quinze ovos, três destes com clara, deitam-se no tacho este polme, com canela, algumas cascas de limão e torna ao lume, que seja brando; sempre mexendo para que não se pegue, e quando a massa pegar à colher, tira-se outra vez o tacho para esfriar de novo. Untam-se latas com manteiga, e deite-se-lhe a massa dentro sem as acabar de encher para quando crescer não deitar por fora. Vão ao forno que deve ser também brando, e quando estiverem louros, estão cozidos.