quinta-feira, 4 de maio de 2017

Queque de Noivos


Comércio do Porto, s/d [anos 30] - apenas sei que é de um Domingo

Queque de Noivos


Tomem-se 750 grs. de açúcar, 750 grs. de farinha de trigo e igual porção de manteiga. Amasse-se muito bem a farinha com a manteiga e misture-se-lhe um pouco de casca de limão ralada.
Em seguida batam-se 24 ovos e vão deitando a pouco e pouco sobre a massa, mexendo sempre; por fim junte-se-lhe o açúcar, continuando sempre a amassar e a bater deitando-a em lata grande redonda, bem untada de manteiga onde vai a cozer em forno forte.
Estando a massa cozida retira-se da forma e deixa-se arrefecer. Estando fria corta-se ao meio formando duas grandes rodelas.
Barre-se a parte de baixo com ovos moles, geleia de marmelo ou um creme qualquer, volte a cobrir-se com a rodela de cima, carregando um pouco para que as duas rodelas fiquem outra vez perfeitamente ligadas e certas. Com uma faca tire-se-lhe algum excesso de ovos moles, geleia ou creme que escorra dos lados e em seguida barre-se com glacê que se prepara batendo uma clara de ovo com 125 grs. de açúcar e umas gotas de sumo de limão. Estando seca esta camada de glacê formando crosta, deita-se um pouco num funil próprio que é uma espécie de seringa e fazem-se diversos feitios sobre a camada já seca.
No centro leva o clássico par, que se vende em qualquer confeitaria que por sinal não é muito barato.