segunda-feira, 6 de junho de 2016

A Mesa, e outras curiosidades, na Bíblia de Ottheinrich.













Uma das minhas paixões sempre foram as iluminuras. Perco horas a ver na internet Livros de Horas e outros livros iluminados que andam digitalizados pelos sites de bibliotecas e arquivos de todo o mundo. Hoje, no site https://www.wdl.org dei de caras com esta Bíblia de Ottheinrich que tem uma série de miniaturas extraordinariamente bem desenhas e com pormenores de utensilios de mesa que me parecem deslumbrantes. Outras miniaturas prendem-se com outros pormenores, como sejam o pão, o peixe, utensilios agrícolas, as ceifas e as vindimas.

Algo diferente, já que os olhos, como se costuma dizer, também comem.

"Bíblia de Ottheinrich

Descrição

A Bíblia de Ottheinrich é o manuscrito ilustrado do Novo Testamento mais antigo, ainda existente, na língua alemã. O trabalho foi encomendado, em 1430, por Ludwig VII, o Barbudo, Duque da Baviera-Ingolstadt. O texto foi escrito, provavelmente, em Ingolstadt, em uma escrita monumental consistente com os mais elevados padrões caligráficos. O texto foi, então, enviado para Regensburg para ser iluminado. Contudo, apenas cerca de um quinto das miniaturas estavam concluídas, quando o trabalho foi interrompido. Um pouco antes de 1530, o Conde Palatino Ottheinrich havia adquirido a Bíblia e contratou o artista Mathis Gerung para concluir a sequência de miniaturas, as quais se estendiam, anteriormente, até o Evangelho de São Marcos. Gerung concluiu o trabalho em 1530-1531. Ao todo, esta Bíblia magnificamente iluminada contém 146 miniaturas e 294 iniciais ornamentadas, em 307 folhas de pergaminho. O manuscrito foi posteriormente levado, como despojo de guerra, de Heidelberg para Munique e, em seguida, para Gotha, onde, no século XIX, foi dividido em oito volumes. A Biblioteca Estatal da Baviera adquiriu três destes volumes em 1950, e os demais cinco restantes em 2007."