sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Doce de Ginja

Aerolitho-semanario de instrucção e recreio 
Domingo, 22 de Julho 1883

Doce de Ginja

O doce de ginja pode-se fazer com ou sem caroços.
Tomam-se três kilos de ginjas, maduras e sãs, cortam-se-lhes os pés e deitam-se em igual porção de açúcar cristalizado, deixa-se ferver em vaso tapado, escuma-se, tira-se do lume e coa-se por um saco de camurça.
No outro dia depois de estar coado encorpora-se-lhe uma porção de sumo de groselhas, ferve-se em vaso tapado por três quartos de hora, ou uma hora, até que fique em consistência própria, deixa-se esfriar e deita-se em pucaros de barro ou boiões e cobre-se com uma camada de sumo de groselhas ou framboesas.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Doce de Limão (Lemon's Sweets)


Doce de Limão

Duzentos e cinquenta gramas de açúcar e 8 ovos batem-se tudo meia hora e raspa de limão no fim de batidos deita-se-lhe 250 grs. de farinha, fazem-se bolos tendidos com farinha e vão ao forno em lata untada de manteiga.

Lemon's Sweets

8 eggs, beaten with 250 gr. sugar for half an hour. Lemon zest joins and, after whipping, 250 gr. flour. Tends the cakes with flour and go to the oven in tin greased with butter.
 

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Filipa Vacondeus: 1933 - 2015


Filipa Vacondeus
(12 de Maio de 1933 - 06 de Janeiro de 2015)

Filipa Vacondeus não era apenas a "cozinheira" que durante anos nos habituámos a ver em casa, a confeccionar pratos mais ou menos simples, mais ou menos complicados. Foi também uma investigadora e "coleccionadora" de receitas, fossem estas da cozinha tradicional portuguesa ou não. Como Bento da Maia, nos inicios do séc. XX, ou Laura Santos ou Alda de Azevedo em meados do mesmo século, também Filipa Vacondeus compilou - a par com Maria de Lurdes Modesto -, "modernizou" [vi-a fazer uma vez sardinhas no microondas] e divulgou o que de melhor por cá se faz. A comprovar isso mesmo, a extensa bibliografia que nos deixou. 

Alguma Bibliografia