sexta-feira, 12 de junho de 2015

Pêras de Conserva

Caderno do Refeitório, [sem autor], 1989 [DL], 2º Edição, Barca Nova Editores, pág. 78 
 
 
Pêras de Conserva

 
Depois de aparadas (e que não sejam muito maduras), se furam em cruz com o furador, e põem-se a cozer em tacho com água a ferver.
Quando estiverem cozidas, tirem-se com a escumadeira; e, limpas dos pés, deitando-as em água fria se lavem em quatro águas.
Metam-se em açúcar em ponto de cabelo, em quantidade que cubras as pêras, e dêem-se-lhe nove fervuras em nove dias.
Se quiserem cobrir as pêras, tirem-se da conserva ou calda, e, postas a escorrer em joeira, se deitem em açúcar a ferver em ponto de pelouro.
Tira-se o tacho do lume, e tirem-se as pêras com caninhas; e deitando-lhes por cima açúcar as ponham em joeira.
Embrulhem-se, quando bem enxutas, em papel, e as guardem em parte que não seja humida.