sexta-feira, 12 de junho de 2015

Novas aquisições para a biblioteca do blog

Caderno do Refeitório, [sem autor], 
2º Edição, Barca Nova Editores

Maria Antónia Goes: Descobrimentos e Gastronomia Portuguesa 
- As minhas melhores receitas tradicionais - 
Chaves Ferreira Publicações, Lisboa, 1999

Na Feira do Livro de Lisboa - 2015 comprei estes dois livros de receitas. Comprei-os pelas curiosas receitas que trazem e porque é sempre importante diversificarmos as atenções e trazermos um pouco de história ao blogue. Alimentamos o corpo e o espirito.

Do primeiro livro pouco se sabe. Terá sido uma colectânea de receitas utilizadas num qualquer mosteiro masculino mas que não se sabe qual. Foi editado pela primeira vez em 1900, por António de Macedo de Mengo e depois conheceu esta segunda edição que vos mostro. É composto por 283 receitas mas apenas 67 de doçaria. Trata-se de um manuscrito de 1743 mas que tem, segundo o estudo feito por Isabel Mendes Drumond Braga, muita influência (ou mesmo cópia) do livro de Domingos Rodrigues - Arte de Cozinha - de 1680.

Vale imenso a pena ler o estudo de Isabel Braga referido, cujo o título é "A Doçaria num Receituário Conventual Masculino - O Caderno do Refeitório de 1743" e que pode encontrá-lo clicando aqui.

O segundo livro, de Maria Antónia Goes, revelam-nos algumas receitas bem conhecidas mas que têm "como denominador comum o ingrediente base da receita, ou seja, o elemento que prevalece e se evidencia como mais importante no respectivo prato", revela-nos Inácio Guerreiro, prefaciador do livro.
Neste livro podemos encontrar um pouco da história dos produtos "exóticos" chegados à Europa com os Descobrimentos, como sejam, o tomate, o pimento, o feijão, a batata, o perú, o milho, o açúcar, o chocolate, o chá, o café, o côco, o ananás, a canela, a baunilha e algumas especiarias. Na introdução a cada um dos capítulos encontramos informação sobre "a origem do produto-base, zonas de cultura e dispersão, novas regiões de aclimatação, povos responsáveis pela transferência, etc." [Inácio Guerreiro].

Pouco a pouco iremos desvendar e partilhar estas receitas.