segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Queijadinhas de Estremoz

Brados do Alentejo

Queijadinhas de Estremoz

Toma-se uma dúzia de queijo fresco, sem sal e um requeijão. Uma "quarta" (150 gr.) de manteiga de vaca; Uma dúzia de gemas de ovo e três claras; Três mãos cheias de farinha e um arratel (500 gr.) de açúcar.
Espremem-se os queijos e o requeijão, muito bem, num pano, para onde deitam o soro fora; Passam-se depois por uma peneira ou ralador, até ficarem bem desfeitos; junta-se-lhe o açúcar, os ovos e a manteiga derretida; e amassa-se tudo muito bem até ficar um todo bem ligado.
Faz-se a massa, das folhas, com a mistura de água simples e farinha, muito bem amassada até que fique bem dura, para se estender com o rolo; e, quanto mais fina ficar a massa, melhor. Corta-se-lhe a massa depois em rodelas, do tamanho de um pires; deita-se-lhe uma colher do recheio no meio e, com um palito, fazem-se as pregas às capas das queijadas e vão ao forno a cozer.
 

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Madrilenos


Madrilenos

4 ovos, 2 colheres (sopa) de farinha, 350 gr. de açúcar.
Batem-se as gemas com a farinha e juntam-se as claras em castelo.
Deita-se em latinhas untadas e vão ao forno. Depois de cozidos e frios são passados por calda de açúcar. Mergulham-se 1 a 1 até ficarem bem molhados.